Facebook

Como cuidar do piercing na bochecha

piercing-bochecha-capa.jpg Jon Åslund/Creative Commons

Os piercings são adornos que surgiram nas comunidades tribais que usavam as peças como acessórios de beleza ou para marcar hierarquias.

Veja também:
Piercing no mamilo
C
omo alargar orelhas com pinos
P
iercing no dedo: como é colocado

Hoje considerado uma questão de estilo, a joia pode ser colocada em diversas regiões do corpo. Entre elas estão mamilo, dedo, sobrancelha, umbigo, nariz, boca e até na bochecha.

O piercing na bochecha requer cuidados especiais, afinal, fica em uma região constantemente úmida e tem contato direto com resto de alimentos. Confira como cuidar do piercing na bochecha.

Cuidados com um piercing

Os cuidados básicos também são necessários para cuidar do furo na bochecha. Evitar alimentos gordurosos como fritura, chocolate e carne de porco, açaí, frutos do mar e ovo é tão importante quanto lavar a região três vezes do dia com água corrente e sabonete neutro.

Porém, como a região é delicada, outros cuidados precisam ser dispensados sobre o piercing na bochecha. O primeiro dele é evitar piscina, mar e banhos prolongados ou de banheira. A possibilidade de contaminação é muito grande em água de uso comunitário e a exposição à água por muito tempo pode atrapalhar o processo de cicatrização, já que amolece a casquinha.

A exposição ao sol também deve ser evitada. A região é sensível e ainda está se adaptando ao novo adereço, que tem um maior tempo de cicatrização.

Outra dica importante para a cicatrização do piercing na bochecha é em hipótese alguma girar a bolinha quando a pele estiver seca. A ação pode retirar a casquinha da cicatrização e atrapalhar o processo, além de causar dores desnecessárias.

Gargarejo com sal pode ajudar no processo de cicatrização, mas a higiene é o aspecto mais importante. A escovação deve ser feita indispensavelmente após as refeições.

Como não se arrepender

piercing-bochecha-cuidados.jpg Ganesha.isis/Creative Commons

Antes de colocar um piercing na bochecha é importante estar certo da decisão e consciente do resultado. Para isso, marque a região da perfuração com canetinha preta e analise no espelho se é este o resultado almejado.

A escolha do profissional e do estúdio é essencial. Experiência, higiene e adequação à lei são os principais aspectos a serem analisados.

Além disso, o profissional precisa avaliar se a região a ser perfurada não está próxima demais do dente ou da gengiva, já que joias mal colocadas podem desgastar o dente ou machucar a gengiva.

O tempo de cicatrização inicial leva até três meses, portanto, os cuidados devem ser repetidos por todo o tempo.

Artigos recomendados

0 Comentários

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.